menu

Brasil

15/11/2015


Em São Paulo, refugiados sírios têm atendimento médico

Aproximadamente 400 refugiados sírios receberam atendimento médico gratuito neste sábado (14) em um hospital universitário da zona sul de São Paulo. O evento teve o acompanhamento de intérpretes árabes e foi organizado pela Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras), em parceria com o Hospital da Universidade de Santo Amaro.

 

A ação fez parte do projeto “Islam Solidário”, desenvolvido pela Fambras e, além de atendimento médico especializado, os imigrantes – que residem na Grande São Paulo e Vale do Paraíba – receberam donativos, como alimentos não-perecíveis e roupas.

 

O hospital universitário, que funciona apenas de segunda a sexta-feira, abriu excepcionalmente para atender os imigrantes neste sábado pela manhã, com atendimento nas especialidades de Cirurgia Geral, Clínica Médica, Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria e Vacinação, Otorrinolaringologia, Oftalmologia, Ortopedia e Dermatologia, além de exames laboratoriais e de imagem.

 

Os refugiados foram para a Unisa em ônibus fretados que saíram da capital e dos municípios de Guarulhos, São Bernardo do Campo, no Grande ABC, e São José dos Campos, no Vale do Paraíba. Os locais foram escolhidos por concentrar a maior parte dos refugiados no estado. Durante a viagem, acompanhada por tradutores voluntários, os refugiados fizeram um cadastro, em árabe, que serviu de base para o atendimento médico e também para cadastro no SUS (Sistema Único de Saúde), para onde deverão ser encaminhados os casos mais graves ou que demandem internação.

 

AGENCIA BRASIL
Edição: Augusto Queiroz

Notícias relacionadas