menu

Piauí

12/02/2016


Em Teresina, mais de mil militares vão às ruas combater o Aedes aegypti

O dia "D" nacional de combate ao mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e do zika vírus, acontece neste sábado (13). Desta vez, para juntar forças com órgãos governamentais, 220 mil homens das Forças Armadas foram convocados para a missão e atuarão, nesta etapa, repassando informações para conscientizar a população.

"O Exército está engajado nessa campanha nacional contra o mosquito. Estamos considerando isso uma guerra e chamamos a população para juntar esforços com o Exército Brasileiro. Se a população, efetivamente, participar desta campanha, o Piauí será muito mais forte que o mosquito", disse coronel Luís Cláudio Patrício, chefe da 26ª Circunscrição Militar.

Em entrevista ao Notícia da Manhã, o militar ressalta que será mobilizado o maior número de efetivo dos quartéis para aprofundar o nível de conscientização. Somente em Teresina, a tropa será formada por 1.200 homens. Durante o dia "D" serão distribuídos panfletos nos bairros.

"Na semana seguinte estaremos erradicando os focos do mosquito Aedes aegypti e na última semana visitaremos as escolas, porque entendemos que os alunos são pessoas eficientes para transmitir estas informações para os familiares e comunidade. Se o mosquito pode matar, nós como cidadãos temos o dever de não deixar ele nascer", ressalta o coronel.

No Piauí, o Exército atuará nas cidades de Bom Jesus, Piripiri, Parnaíba, Picos, Campo Maior, Floriano, Canto do Buriti e Teresina, totalizando oito municípios. No Estado, o número de casos de microcefalia supostamente relacionados com infecções por zika vírus subiu de 103 para 112 no Piauí. O aumento foi de 8,7% em apenas cinco dias. Os casos referem-se até o dia 7 de fevereiro e foram notificados em 42 municípios.  

Notícias relacionadas