menu

Maranhão

09/12/2015


Estado protagoniza grupo do Meio-Norte na criação de políticas de segurança

Durante os próximos dois anos, o Governo do Maranhão será protagonista na construção de políticas públicas de segurança de cinco estados. Na última quinta-feira, dia 3, o secretário de Estado de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, foi eleito presidente do Conselho de Segurança Pública do Meio-Norte (Conem), composto pelos estados do Piauí, Tocantins, Amapá, Pará e Maranhão.

Para o próximo biênio, ele destacou a proteção das divisas estaduais como uma das prioridades. Ele ressaltou que desde janeiro, com o início do governo Flávio Dino, foi iniciado um trabalho de reestruturação do sistema de segurança no estado e que o planejamento conjunto com os estados do Meio-Norte dará ainda mais efetividade às ações para a região.

“Vamos intensificar a fiscalização e a atuação de todas as nossas forças policiais, sejam Civis, Militares, Federal e Rodoviária Federal para inibir os grupos criminosos que atuam principalmente no interior dos estados e que promovem atos de violência como os assaltos a bancos”, frisou.

No quesito inteligência, Portela falou da atualização e melhoria do atual banco de dados. “Nossos serviços de inteligência já atuam de forma integrada, mas isso se dá principalmente com a troca de informações. Vamos trabalhar por um banco unificado, que possa ser alimentado e consultado de forma imediata por todas as partes interessadas”, afirmou o secretário.

Criados pelo Ministério da Justiça, os conselhos regionais são parte da Política Nacional de Segurança Pública e, além de permitirem a operacionalização de ações conjuntas que combatam a criminalidade, estrategicamente são importantes porque aglutinam demandas específicas de cada região, permitindo que sejam discutidas e viabilizadas junto ao Governo Federal.

“É graças à atuação desses conselhos que podemos buscar mais recursos, incentivos que geram o reaparelhamento e outros benefícios para as forças policiais e para a segurança de cada estado”, explicou o secretário.

 

Conjuntura

A eleição de Jefferson Portela para presidência do Conselho ocorre no momento em que o Governo do Maranhão se destaca pela reestruturação do Sistema Estadual de Segurança, que teve destaque em ações como a valorização e criação de novas superintendências, inclusive para Prevenção e Combate à Corrupção; inauguração de postos policiais avançados; reaparelhamento das polícias; promoção de mais de 2 mil servidores, modernização da comunicação e a redução do déficit de policiais por habitantes com a chegada de mais de 1,5 mil policiais às ruas.

De acordo com o secretário, o trabalho será intensificado nos próximos anos. “Agora, com a presidência do Conselho, teremos ligação direta com a Secretaria Nacional de Segurança Pública e vamos sim trabalhar para conseguirmos mais recursos e não apenas para nosso estado, mas toda a regional”, declarou.
 

O Imparcial

Notícias relacionadas