menu

Brasil

17/06/2014


Estados Unidos vencem Gana com gol nos últimos minutos

Copa do Mundo

Emoção no início e no fim. Assim pode ser definido o confronto entre Estados Unidos e Gana, que terminou em 2 x 1 em Natal. Se as redes em Curitiba permaneceram intactas durante os 90 minutos na segunda partida de hoje (16), foi preciso apenas meio minuto para o público vibrar na Arena das Dunas.

A vitória norte-americana teve o gol mais rápido da Copa até agora, mas a torcida só pôde comemorar no final do jogo, com um gol salvador de Brooks. O time africano dominou quase todo o segundo tempo, mas amargou a derrota no final.

O time de Gana deu o pontapé inicial, mas a marcação dos norte-americanos foi muito eficiente. Veio a roubada de bola, uma rápida troca de passes e a bola chegou em Dempsey, que driblou seu marcador com categoria e marcou o primeiro gol da partida. Tudo isso aos 30 segundos de jogo. As redes nunca tinham balançado tão cedo nessa Copa do Mundo, em uma marca difícil de ser superada.

Em desvantagem no placar, Gana começou a jogar, mas encontrava muita dificuldade em chegar até o gol de Howard. Aos 18 minutos, os Estados Unidos chegaram com perigo novamente. Altidore recebeu a bola na entrada da pequena área e, desequilibrado, bateu para o gol. A zaga ganesa conseguiu se recuperar e bloquear o chute.

A defesa estadunidense se comportava muito bem no jogo, reduzindo ao máximo os espaços dos ganeses, que não encontravam opções para o ataque. Assim, os africanos apostavam em jogadas individuais ou lançamentos na área, sem sucesso. Outra opção foram os chutes de longe, a exemplo do que fez Asamoah Gyan. O atacante ganês obrigou uma boa defesa do goleiro dos Estados Unidos, aos 32 minutos.

O segundo tempo foi praticamente de um time só. Gana manteve a posse de bola em busca do empate. Aos nove minutos, Muntari arriscou de fora da área e assustou Howard, mas a bola passou à esquerda do gol. No minuto seguinte, Asamoah Gyan recebeu um cruzamento de Muntari, mas cabeceou por cima do travessão. Pouco depois, Gyan recebeu nova bola na área e deu outra cabeçada muito perigosa.

Aos 30 minutos, um cruzamento chegou aos pés de André Ayew, cara a cara com Howard. O meia ganês, no entanto, não dominou a bola, para desespero de sua torcida. Mas tanta pressão africana foi recompensada aos 36 minutos. Uma bela e rápida troca de passes deixou Ayew na frente de Howard. O ganês não vacilou dessa vez e estufou a rede, levando a torcida ao delírio.

Mas a alegria durou pouco. Em uma de suas raras chances no segundo tempo, os Estados Unidos passaram novamente à frente no placar, com Brooks, que saíra do banco de reservas. Na cobrança de escanteio, aos 42 minutos, o norte-americano foi mais rápido e cabeceou para a rede. Na comemoração, ele correu pelo campo com expressão de incredulidade por ter marcado um gol na Copa do Mundo.

Os cinco minutos de acréscimo não mudaram o placar. O apito final do árbitro deu início a uma verdadeira festa dos estadunidenses. Mais do que a vitória, cai o histórico de nunca ter vencido os ganeses em uma Copa do Mundo. Nas Copas de 2006 e 2010, Gana havia ganhado pelo mesmo placar de hoje, 2 x 1.

Com o resultado, os Estados Unidos assumem a segunda posição do Grupo G, com três pontos, ficando atrás da Alemanha no saldo de gols. Gana não conquista nenhum ponto mas, graças ao saldo de gols, fica à frente de Portugal, que foi goleado pelos alemães no primeiro jogo do dia. Na próxima rodada, norte-americanos enfrentam Portugal no dia 22, em Manaus. Já os africanos jogam contra a Alemanha, no dia 21, em Fortaleza. 

(Agência Brasil)

Notícias relacionadas