menu

Ceará

30/06/2016


Evento reúne gastronomia e arte em Fortaleza

A diretora de marketing do Grupo de Comunicação O POVO, Valéria Xavier, resume: “as atividades propõem a utilização de áreas verdes da Cidade – para além do mês de julho -, a partir da frequência efetiva em praças e parques”. Todos os eventos do festival serão gratuitos. No dia 16, quando estreia o calendário do Palco Vida&Arte, a primeira ocupação será no Parque do Cocó, a partir das 15 horas, com trilha guiada educativa, passeio de barco, sessão do filme Desobediência Civil (de Kelly Nyks), aulas de pilates e yoga ao ar livre, além de prática de circo e malabares, contação de histórias infantis e shows musicais.

Os outros dois dias irão acontecer, respectivamente, no Parque Adahil Barreto e na Praça Verde do Centro Dragão do Mar. Estimular o uso de áreas verdes da Cidade para a convivência social, o lazer e a prática de esportes é um dos vetores que fortalecem e impulsionam o Palco Vida&Arte, segundo a curadora Flávia Castelo. “É uma forma bem democrática, com acesso sempre livre, sempre gratuito, fomentando as relações, tanto sociais, quanto com as atividades em lugares abertos”, pontua. A proposta, contudo, encontra os outros vetores do evento de forma transversal.

Gastronomia

Na área de gastronomia, explica a curadora Liliane Pereira, a proposta é que chefs, restaurantes e novos talentos da culinária convidados saiam os espaços fechados para irem ao encontro de clientes em outros lugares. “A temática será piquenique. Então, cada participante irá trabalhar o tema produzindo um ou dois pratos que tenham a ver com isto”, explica. No parque Adahil Barreto, a “proposta será mais ousada”. Já que o festival irá acontecer no período da manhã, cruzando o almoço e terminando no início da tarde, alguns dos stands irão trabalhar com mini-almoços. “No geral, a ideia é que as refeições e os lanches servidos tenham uma pegada saudável, mas que tenham também o sabor de infância.”

Fotografia

Também como parte do Palco Vida&Arte, olhares de fotógrafos amadores e profissionais irão compor exposição itinerante durante os três dias de evento. Desde o dia 23 de junho até hoje, os interessados em ter seus trabalhos exibidos podem postar fotos no Instagram com as hashtags #palcovidaearte e #vocêfotógrafo e concorrer. Qualquer pessoa pode participar. As melhores imagens publicadas farão parte da exposição, ao lado de retratos assinados por fotógrafos do O POVO. Curador deste projeto, o fotógrafo Celso Oliveira acredita que o lugar mais apropriado para o concurso é a rede social Instagram. “É uma exposição online, em que todo mundo posta as melhores fotos, seus olhares e suas percepções sobre Cidade e o próprio cotidiano. Hoje, a galera fala muito por meio de imagem”, explica. 

O Povo Online

Notícias relacionadas