menu

Brasil

07/06/2016


Eventual queda de Renan colocaria PT no comando do Senado

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu o afastamento do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e sua prisão ao Supremo Tribunal Federal (STF).

O pedido está nas mãos do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato na corte. Caso seja atendido, quem assume o lugar de Renan no comando do Senado é um petista: Jorge Viana (PT-AC), hoje vice-presidente da Casa.

A possibilidade de troca levou um ministro de Michel Temer a fazer o seguinte comentário, segundo a jornalista Andréia Sadi, da Globonews: "Renan não é confiável. Mas não é radical. Jorge Viana é petista".

Notícias relacionadas