menu

Brasil

03/02/2015


Ex-presidente do BC está entre nomes cotados para substituir Graça Foster

Rio – Em meio a rumores sobre sua saída da presidência da Petrobras, Graça Foster está reunida com a presidenta Dilma Rousseff no Palácio do Planalto nesta terça-feira. Dilma passou a manhã em Campo Grande (MS), onde inaugurou a primeira Casa da Mulher Brasileira, e desembarcou em Brasília por volta das 14h. Entre os nomes cotados para substituir Graça Foster estão o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, o ex CEO da Vale, Roger Agnelli, e Rodolfo Landim, que trabalhou com Eike Batista na OGX (hoje Eike é um de seus maiores desafetos).

Rodolfo Landim foi funcionário de carreira da Petrobras e presidiu as subsidiárias Gaspetro e BR Distribuidoras. "O rumor do Meirelles é um nome mais provável de ter saído do Planalto, mas o mercado iria preferir o Agnelli ou o Landim", avalia Celson Plácido, estrategista-chefe da XP Investimentos.

Após especulações de que a executiva estaria fora do cargo, as ações da Petrobras dispararam no pregão desta terça. Tantos as ações ordinárias quanto as preferenciais operam em alta de mais de 10%. Neste fim de semana, a presidenta reconheceu que não há mais condições políticas de Graça continuar presidindo a estatal.

O cerco contra Graça Foster se apertou na semana passada,quando a empresa divulgou seu balanço trimestral não auditado,referente ao terceiro trimestre de 2014. O documento, que não contabilizou as baixas com os atos de corrupção na companhia, decepcionou os investidores.

Panelaço

Um grupo organiza nesta terça-feira uma manifestação em frente à casa de Graça Foster, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Mesmo após a notícia de que Graça será substituída no cargo de presidente da Petrobras, o movimento "Vem pra Rua, Brasil" publicou em uma página na rede social Facebook que o panelaço irá acontecer. O evento está marcado para às 18h desta terça.

"O panelaço de hoje (terça-feira) na casa da Graça Foster ocorrerá mesmo que ela seja demitida. Queremos que ela conte tudo!", publicou o movimento.

(Do iG)

Notícias relacionadas