menu

Brasil

11/12/2013


Falha na internet expõe dados de clientes do BB

SEGURANÇA

Uma falha nos aplicativos para smartphones do Banco do Brasil (BB) ocorrida entre às 19:52h e 20:40h de segunda-feira, de acordo com a própria instituição financeira, fez com que usuários tivessem acesso a extratos e a dados de outros correntistas, gerando inúmeras reclamações nos canais de atendimento do banco e também nas redes sociais.

À reportagem, o BB informou que o problema surgiu nos processos de atualização. “Houve inconsistência de dados cadastrais”, disseram em nota, acrescentando que os sistemas de segurança do banco permaneceram ativos, e não houve comprometimento de dados ou qualquer tipo de risco. O aplicativo para Android e IPhone ficou disponível, com estabilidade, a partir das 23h45.

Funcionário do BB que pediu para não ser identificado disse ao DIA que qualquer sistema online é passível de erro. “Você está seguro enquanto está dentro do sistema do banco, mas quando sai deixa rastros que podem ser mapeados por meio dos cookies (dados trocados entre o navegador e o servidor). Isto leva o penetra até o arquivo onde se armazenam as senhas”, disse ele, que trabalha no Centro do Rio.

Diretor de tecnologia da Near Bytes, Marcelo Ramos explicou que é mais fácil se proteger quando a falha é externa. “Neste caso, a falha foi do próprio banco. Portanto, o problema não foi o uso do aplicativo, mas uma implementação por parte da instituição financeira, e que gerou um infortúnio naquele momento”, disse, acrescentando que um aplicativo mobile é algo bom e seguro, e facilita a vida das pessoas.

Como fazer para buscar seus direitos

Segundo o Procon Carioca, em caso de perdas, além de procurar a própria instituição financeira para pedir ressarcimento, o consumidor deve apresentar sua denúncia à autarquia.

“Ele também pode levar sua queixa ao Ministério Público (MP) que com base nas alegações do prejudicado, abrirá um inquérito que poderá se transformar numa ação civil pública, até coletiva”, explicou em nota o Procon do Rio.

O Banco do Brasil (BB) não informou se as falhas poderão ocorrer novamente, nem quantos dados de correntistas foram expostos durante o bug (defeito de software).

Já o Banco Central (BC), principal agente financeiro do país, responsável por regular o setor bancário e assegurar a qualidade na atividade das demais instituições financeiras perante o mercado, prometeu explicações para hoje.

O lucro líquido do BB no terceiro trimestre deste ano foi de R$ 2,704 bilhões. Nos três meses anteriores — abril, maio e junho — a instituição havia registrado ganhos de R$ 7,47 bilhões e, em igual período de 2012 foram R$2,728 bilhões. De janeiro a setembro o banco apresentou lucro líquido de R$ 12,7 bilhões.

A carteira de crédito atingiu R$652,3 bi em setembro, crescimento de 22,5% nos últimos doze meses.

 

iG

Notícias relacionadas