menu

Brasil

19/06/2015


Fascistas picham calçada em Higienópolis: “Jô Soares morra”

Uma semana depois de ter ido ao ar a entrevista de Jô Soares com a presidente Dilma Rousseff, na Globo, o apresentador recebeu uma ameaça. A frase “Jô Soares morra” apareceu pichada na calçada do prédio onde mora, no bairro nobre de Higienópolis, em São Paulo.

Jô reagiu com bom humor à hostilidade. "Ainda bem que não marcaram a data", disse à Folha de S. Paulo.

O apresentador virou alvo de críticas, passando a ser chamado de "comunista" e "pago pelo PT", após defender Dilma algumas vezes em seu programa e principalmente depois da entrevista.

"Eu comecei a ter uma reputação de petista fanático porque saí em sua defesa quando começou aquela onda absurda, louca, de 'fora Dilma'. A pessoa não acredita muito que na democracia, quando a pessoa é eleita, tem que se respeitar o voto. Saí em sua defesa, não que você precisasse, mas tem certas coisas que me deixam indignado", comentou Jô na entrevista.

Depois das críticas, ele brincou: "Sou petista de raiz". "Antes, se eu entrevistava alguém do PSDB, era chamado de petista. E se entrevistava alguém do PT era chamado de tucano. É sempre assim", acrescentou. Para ele, esta foi a entrevista "mais importante" de seus 54 anos de profissão. "Pelo momento em que a gente está vivendo", explicou.

Brasil 247

Notícias relacionadas