menu

Política

01/01/2019


Fátima Bezerra diz que prioridade é organizar as contas do RN

Por Douglas Corrêa – Repórter da Agência BrasilRio de Janeiro

A governadora eleita do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), disse hoje (1º), ao tomar posse, que o legado que está recebendo é dramático, com uma enorme crise fiscal. “Estamos herdando uma dívida de R$ 2,6 bilhões e três folhas de pagamento dos servidores públicos atrasadas. Temos dívidas com fornecedores que entregam serviços essenciais para o andamento do estado. Os servidores não têm sequer um calendário de previsibilidade de pagamentos. Nosso foco será organizar as contas para colocar dia o pagamento dos servidores”.

Fátima Bezerra disse que tem a humildade de quem sabe que não se pode governar sozinha. “Com desemprego, escassez de serviços públicos de qualidade e a insegurança que afeta as famílias, temos que trabalhar juntos para derrotar a crise fiscal, financeira e econômica para reorganizar o Rio Grande do Norte”.

Fátima Bezerra é paraibana, mas vive no Rio Grande do Norte desde a adolescência. Após se formar na Universidade Federal do Rio Grande do Norte lecionou na rede pública de ensino. Foi deputada estadual por dois mandatos.

Eleita em segundo turno, derrotando Carlos Eduardo Alves (PDT), a ex-senadora é a única mulher eleita governadora em 2018.

Notícias relacionadas