menu

Brasil

16/03/2016


FHC é deselegante e afirma que Brasil não pode ser governador por analfabeto

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso surtou nesta quarta-feira 16 ao saber que o ex-presidente Lula seria ministro da Casa Civil e fez uma declaração no mínimo deselegante ao participar de um evento.

"Tem que ter cabeça nova, não é só ser político, é preciso conhecimento. Conhecimento é fundamental. Você não pode dirigir esse país sendo analfabeto. Não dá", afirmou o tucano, que avaliou ainda ser "um erro do ponto de vista da organização do governo" e "escandaloso" o petista como ministro.

Para ele, a nomeação de Lula dá motivos para mais questionamentos por parte do Congresso. "Por aí não vai. A Casa Civil no Brasil, e isso eu disse a ele lá atrás, é o comando da máquina administrativa do governo, não é da política. Alguém tem que comandar a máquina administrativa para as coisas acontecerem. Se nomear um político para o comando da Casa Civil vai se fazer confusão entre política e administração e isso vai servir para o Congresso cobrar", declarou.

FHC também convocou a sociedade a "reagir energicamente" contra a nomeação. Caso isso não ocorra, afirma, "o presidente Lula é competente no jogo político e ele vai usar sua capacidade para postergar decisões. "Acho escandaloso uma pessoa ser ministro no momento em que pode se tornar réu em um processo. É muito esquisito, aumenta a crise moral", opinou.

Pesquisa Datafolha recente apontou o ex-presidente Lula como o melhor da história do País, muito à frente de FHC. Líderes mundiais também defenderam Lula recentemente, apontando que ele ajudou a projetar uma imagem positiva do Brasil no mundo. FHC é citado pela ex-amante Miriam Dutra como dono de apartamentos em Nova York e Paris em nome de um laranja.

Brasil 247

Notícias relacionadas