menu

11/07/2019


FHC sai em defesa de Aécio acusado de corrupção e amplia racha tucano

Um dos principais articuladores

247 – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou o discurso do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que condiciou a sua permanência no PSDB à expulsão do deputado Federal Aécio Neves (MG. Para FHC, a atitude do prefeito de “jogar filiados às feras” é oportunismo.

“Jogar filiados às feras, principalmente quem dele foi presidente, sem esperar decisão da Justiça, é oportunismo sem grandeza. Não redime erros cometidos nem devolve confiança”, afirmou o tucano, sem citar nomes.

A ala tucana encabeçada por João Doria, governador de São Paulo, tem feito movimentos para ampliar o comando do partido e criar uma plataforma para lançar a sua candidatura à presidência da República.

No último dia 4, o diretório municipal do PSDB de São Paulo elaborou uma moção pedindo a expulsão de Aécio do partido. O deputado é réu sob acusação de corrupção passiva e obstrução à Justiça, em processo que tramita na Justiça Federal de São Paulo que o acusa de suposto recebimento de R$ 2 milhões da JBS.

Aécio foi candidato à Presidência da República em 2014 e é ex-senador e ex-presidente do PSDB.

Notícias relacionadas