menu

Brasil

11/04/2014


FHC vai apresentar Aécio na TV

Horário eleitoral

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso será o protagonista das próximas duas inserções do PSDB que vão ao ar em cadeia nacional de televisão. No comercial, com duração de 30 segundos, o tucano adota o discurso de que é necessário mudança na política para atender os anseios daqueles que foram às ruas no ano passado. “Os brasileiros, nas ruas, deixaram bem claro que, se a política não mudar, o país também não vai mudar. É hora de dar lugar a uma nova geração”, afirma FHC no vídeo para, em seguida, apresentar o nome do presidente nacional da legenda, senador Aécio Neves (MG), provável candidato à Presidência.

“Aécio Neves é o presidente do nosso partido e não só porque é jovem. Aécio governou Minas e foi escolhido várias vezes o melhor governador do Brasil. O país quer gente assim, capaz e com coragem para mudar as coisas. É isso que me dá esperança para o futuro do Brasil”. As inserções marcam o retorno de FHC à frente das campanhas eleitorais do PSDB. Nas disputas anteriores, os candidatos à presidência do partido preferiram deixá-lo num segundo plano.

Além de resgatar FHC, Aécio decidiu instalar seu comitê central de campanha em São Paulo. A decisão leva em consideração tanto a localização geográfica da capital paulista quanto a estratégia política da campanha – o Estado detém o maior eleitorado do país e abriga redutos de “antipetismo” que Aécio pretende cativar.

Nessa quinta, Aécio visitou a XIII Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, em São Paulo. Ele estava na companhia da deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP), defensora das pessoas com deficiência e cotada para integrar a sua chapa presidencial, na condição de vice. Mara tem o apoio do ex-presidente FHC, que defende a presença de uma mulher para a chapa.

Outra possibilidade em discussão é a senadora Ana Amélia (PP-RS) ser a vice na chapa tucana. Senadora em primeiro mandato, Ana agregaria seriedade à chapa de Aécio, além do tempo de televisão. O entrave é o PP ser base do governo do PT, embora, nas duas últimas eleições presidenciais, não tenha coligado com os petistas. Na última semana, Aécio conversou com a senadora na posse de Alberto Pinto Coelho.

Tucano promete reeditar cláusula Crítica. O senador e pré-candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, criticou a decisão do Supremo de ter derrubado a cláusula de barreira para partidos e prometeu apresentar no primeiro dia de governo, se eleito, um projeto ao Congresso recriando o mecanismo.

Aluguel. “Se aplicássemos essa regra teríamos seis partidos, o que é adequado”, disse.

(do iG)

Notícias relacionadas