menu

Brasil

13/06/2014


Fifa Fan Fest reúne 20 mil pessoas na Praia de Copacabana

Festa

As cerca de 20 mil pessoas que assistiram ao jogo Brasil x Croácia na arena Fifa Fan Fest de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, não ficaram sabendo do protesto que acontecia a poucos metros do evento. Um cordão de seguranças foi formado ao redor da festa e quem estava dentro do local foi orientado pela organização do evento a não sair durante o protesto.

Quando o jogo começou, a multidão aplaudiu. A área reservada à imprensa, onde dezenas de jornalistas produziam e enviavam matérias e fotos ficou praticamente vazia.

O gol da Croácia foi marcado por um silêncio desconfortável. Poucos fãs se manifestaram, como o estudante croata Damian Bernard, que pulou e gritou de alegria.

“Sequer imaginei que faríamos um gol. Então fui à loucura quando vi a bola entrar”, disse ele, que afirmou não ter qualquer receio de celebrar a vitória da Croácia rodeado por brasileiros descontentes. “Vim em paz, não acredito que me façam nada de mal”. Bernard vai ficar Brasil por cinco semanas para acompanhar o Mundial.

O segundo gol, do Brasil, trouxe alívio para a maioria dos torcedores presentes. Apesar da proibição e da rigorosa fiscalização na entrada do local, um rojão foi aceso próximo à área destinada às pessoas com deficiência, sem incidentes.

O segundo tempo foi de apreensão pelo empate até que Neymar marcasse mais um para o Brasil. A multidão festejou com gritos e aplausos a cobrança de pênalti do camisa 10 da seleção, que foi ovacionado quando saiu do campo para ser substituído por Ramires. O terceiro gol, marcado por Oscar, foi ainda mais festejado.

Das areias, era possível ver os fogos de artifício lançados no Morro do Chapéu-Mangueira, no Leme, bairro vizinho de Copacabana.

Com o risco de chuva descartado, a temperatura amena e a lua cheia decorando o céu, a fila para entrar na arena continuava mesmo após o fim do jogo e milhares de pessoas confraternizavam do lado de fora, quando a banda de pagode Sorriso Maroto entrou no palco.

A garçonete Maria Auxiliadora da Costa chegou pouco depois do fim do segundo tempo. “Vi o jogo em casa e vim para cá curtir o show para comemorar a vitória do Brasil", disse ela, que mora em Copacabana, a poucas quadras do palco.

(Agência Brasil) 

Notícias relacionadas