menu

Brasil

20/06/2014


FIFPro diz que Fifa foi negligente ao deixar uruguaio voltar a campo

Copa do Mundo

A FIFPro (Federação Internacional dos Futebolistas Profissionais) criticou nesta sexta-feira a Fifa por permitir que o uruguaio Álvaro Pereira retornasse a campo após sofrer uma joelhada na cabeça no jogo contra a Inglaterra, pela segunda rodada da Copa do Mundo. Em nota publicada em seu site oficial, a FIFPro acusou a entidade que controla o futebol mundial de negligência por não proteger a saúde do atleta.

“Federação Internacional dos Atletas está urgentemente em busca de garantias da Fifa para assegurar a segurança dos jogadores, que deve ser prioridade número um”, disse a FIFPro em comunicado.

Na vitória do Uruguai sobre a Inglaterra na última quarta, em São Paulo, Pereira recebeu um golpe na cabeça ao tentar desarmar Raheem Sterling com um carrinho. O lateral esquerdo imediatamente caiu nocauteado e precisou ser atendido pelos médicos. Pouco depois, após ver a indicação de que deveria ser substituído, o uruguaio se recusou a sair e voltou à partida, mesmo que ainda aparentemente tonto.

“A FIFPro entende que no calor do momento, diante da pressão de jogo de tamanha importância, muitos atletas iriam reagir da mesma forma. Mas há horas em que os jogadores precisam de proteção para não tomarem decisões precipitadas”, falou a federação dos futebolistas.

Notícias relacionadas