menu

Maranhão

12/05/2016


Flávio Dino diz que irá procurar Temer e ministros

O governador do Maranhão, Flávio Dino, disse que irá procurar o presidente em exercício, Michel Temer, "assim como todos os ministros" para debater interesses do Maranhão. Dino, ferrenho crítico do impeachment e aliado da presidente afastada Dilma Rousseff, informou que "aguarda o desfecho" da posse de Temer e a composição da equipe de governo para iniciar o diálogo.

"O que é importante é a defesa do Maranhão. Neste momento e desde sempre tem sido essa minha atitude. E onde tiver dinheiro, onde tiver recurso, onde tiver parceria a favor do Maranhão eu vou lá defender", afirmou.
 
"Eu aprendi que quando um barco está afundando, quem costuma pular primeiro são os ratos", Flávio Dino, governador do Maranhão
Segundo o governador, a aproximação que tentará do governo Temer não muda seu posicionamento em relação ao impeachment, medida classificada por ele como "golpe contra a democracia". "Isso (diálogo com Temer) significa que eu abro mão das minhas convicções políticas e ideológicas? Claro que não. Como já disse, chega de oportunistas que não tem opinião e que mudam de lado de acordo com o vento. Eu não mudo de lado de acordo com o vento", comentou.
 
Dino deu as declarações em entrevista a TV Difusora de Imperatriz. E foi duro. "Eu aprendi que quando um barco está afundando, quem costuma pular primeiro são os ratos. Então, fico firme e acompanho a posição política, aquilo que acredito."
 
Pesquisa sobre o impeachment
 
Nesta manhã, em seu perfil no Facebook, o governador do Maranhão divulgou uma pesquisa na qual informa que 56% dos maranhenses são contra o impeachment da presidente Dilma. "Pesquisa hoje mostra que estou em companhia de 56% do povo do Maranhão ao me manifestar contra o "impeachment". Respeito os que pensam diferente. Mas feliz de ver que maioria absoluta do povo do Maranhão concorda com minha opinião sobre impeachment.", informou, em seu perfil.
 
Na mesma entrevista à TV, ele detalhou a amostra. "Nós fizemos a seguinte pergunta sobre o impeachment: 'Você é a favor ou contra o impeachment? Resposta: A favor. E o que você acha do governador apoiar a presidente Dilma?' A maioria das pessoas respondeu: 'É um direito dele'. Então, a sabedoria do povo substitui essa visão pequena, mesquinha. O povo sabe distinguir o que é uma atitude séria da baixa política".

O Imparcial

Notícias relacionadas