menu

Brasil

01/04/2014


Forças Armadas vão investigar casos de tortura em unidades militares

Ditadura

A Comissão Nacional da Verdade informou nesta terça-feira (1º), dia em que o golpe militar completa 50 anos, que as Forças Armadas vão abrir comissões de sindicância para investigar o uso de instalações militares para a prática de torturas durante a ditadura militar. O pedido foi feito pela CNV em 18 de fevereiro, com base em investigações que confirmariam que houve desvio de finalidades destas unidades do Exército.

Segundo a CNV, o Ministério da Defesa encaminhou o requerimento às três Forças no dia 19 de fevereiro. O Exército informou, em 25 de março, ter aberto a sindicância e, na véspera, já havia informado que buscaria as informações disponíveis sobre o tema nos “órgãos de direção setorial” e nos comandos militares de área.

As investigações ocorreram em três unidades do Rio de Janeiro, uma em São Paulo, uma em Recife e outra em Belo Horizonte. Para o coordenador da CNV, Pedro Dallari, a resposta “é um gesto muito importante das Forças Armadas, que pode representar um grande avanço para a apuração das graves violações de direitos humanos ocorridas durante o regime militar”.

iG

Notícias relacionadas