menu

Brasil

30/03/2014


Forças de Segurança já ocupam o Complexo da Maré

RIO DE JANEIRO

O Complexo da Maré já está sob o controle do Comando de Operações Especiais da Polícia Militar na manhã deste domingo. As forças policiais não encontraram resistência para ocupar as comunidades e a operação em pontos planejados durou 15 minutos, de acordo com a Secretaria de Segurança do Governo do Rio. A partir de agora são realizadas operações de buscas de criminosos e apreensões de armas, drogas e objetos roubados. A Polícia Civil também tem um mandado de busca e apreensão e se necessário irá entrar em residências.

A ocupação do Complexo da Maré conta com 1.180 policiais militares das seguintes unidades: Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), Batalhão de Ações com Cães (BAC), Batalhão de Vias Especiais (BPVE), Grupamento Aeromóvel (GAM), 22º BPM (Maré), além de policiais da Corregedoria Interna da Polícia Militar.

A operação foi apoiada pela Marinha. Tropas do Bope e do Batalhão de Polícia de Choque foram transportadas por 250 fuzileiros navais. Os policiais militares usarão 14 blindados disponibilizados pela Marinha e um blindado do Batalhão de Polícia de Choque.

Agentes do Comando de Operações Táticas da Polícia Federal e do Núcleo de Operações Especiais da Polícia Rodoviária Federal apoiam a operação. Além disso, três aeronaves do Grupamento Aeromóvel (GAM) e uma da Polícia Civil dão apoio à ocupação.

As comunidades ocupadas no Complexo da Maré são: Praia de Ramos, Parque Roquete Pinto, Parque União, Parque Rubens Vaz, Nova Holanda, Parque Maré, Conjunto Nova Maré, Baixa do Sapateiro, Morro do Timbau, Bento Ribeiro Dantas, Vila dos Pinheiros, Conjunto Pinheiros, Conjunto Novo Pinheiros (Salsa & Merengue), Vila do João e Conjunto Esperança.

Notícias relacionadas