menu

Sergipe

14/03/2016


Frente Sergipana Brasil Popular fará protesto nesta sexta-feira

Em decorrência dos últimos acontecimentos políticos do país, as entidades que compõem a Frente Sergipana Brasil Popular (FSBP) deliberaram por um estado de mobilização permanente, em defesa da democracia, das liberdades e dos direitos.

Nesse sentido, a FSBP organizará duas importantes atividades nesta semana: na segunda-feira, 14, uma Plenária de Mobilização, a partir das 18h, na sede da Central Única dos Trabalhadores; e na sexta, dia 18, um Ato Público pelas ruas de Aracaju, com concentração às 14h, na Praça General Valadão.

“Há sinais cada vez mais evidentes de que grupos de direita, com conotação fascista, querem forjar confrontos até mesmo físicos nas manifestações de rua, principalmente nas desse domingo, dia 13. Prova disso foram as invasões de sindicatos, como o dos Metalúrgicos de São Paulo, por integrantes da Polícia Militar. Esse tipo de postura não contribui em nada para a democracia, por isso é preciso unidade, organização e vigilância de todos que defendem as liberdades democráticas. Por isso, estaremos nas ruas contra qualquer golpe e qualquer ataque à democracia, assim como iremos nos manifestar contra o ajuste fiscal do Governo Federal, contra a privatização do Pré-Sal e a Reforma da Previdência”, declarou Tadeu Brito, da Frente Sergipana Brasil Popular.

Com o mote “Contra o golpe, em defesa da Democracia e dos direitos dos trabalhadores”, tanto a Plenária quanto o Ato Público terão na pauta temas da conjuntura política e econômica nacional, como repúdio ao ajuste fiscal, aos cortes nos investimentos sociais, à lei antiterrorismo e à perseguição política ao ex-presidente Lula; defesa do Pré-Sal e da geração de empregos; contrariedade à reforma da Previdência e às tentativas de privatização da Petrobrás; e reivindicação pela saída de Eduardo Cunha da Presidência da Câmara dos Deputados.

Além desses temas de âmbito nacional, as atividades abordarão questões locais, de reivindicação dos movimentos sociais, sindicais e populares, a exemplo da Campanha do Veto Popular contra o aumento da tarifa de ônibus em Aracaju.

De acordo com Heráclito Menezes, também da FSBP, “a Frente Brasil Popular reforça a campanha contra o aumento da tarifa vinculada às mobilizações por mais direitos e contra o golpe. Para mantermos a transparência e lisura do Veto Popular abrimos uma central de validação das assinaturas e continuamos a coleta de assinaturas, com foco nas igrejas e universidades e escolas. E estamos confiantes na defesa que a OAB/SE fará da constitucionalidade do Veto Popular junto ao STF”.

A Central de Validação das assinaturas do Veto Popular, a que se refere Heráclito, fica localizada no Instituto Braços, Rua Itabaiana, nº 426, Centro.

Notícias relacionadas