menu

Brasil

10/04/2014


Geddel se articula com chapas das oposições

BAHIA

Esta semana tem sido muito difícil para os negociadores da chapa das oposições. Como já foi divulgado pelo jornalista Raul Monteiro, Geddel Vieira Lima (PMDB), que perdeu a vaga de candidato a governador na chapa para Paulo Souto (DEM), estaria pedindo demais.

De acordo com o que se comenta, o ex-ministro condicionou a sua disputa ao Senado a mais duas secretarias na prefeitura, à presidência da Assembleia Legislativa do Bahia (AL-BA), a duas secretarias de peso no governo Paulo Souto, em caso de vitória, à indicação do vice-governador e do próximo vice-prefeito de ACM Neto (DEM), que muito provavelmente, após uma possível saída de Neto a candidato para a chapa majoritária estadual, em 2018, se tornaria prefeito após dois anos de governo. Politicos ligados ao democrata acham difícil tal negociação.

Segundo eles, ACM Neto só aceita falar sobre a composição da chapa e cargos na atual gestão. O disse-me-disse é tão grande que já afirmaram que Geddel tentou uma aproximação com Eduardo Campos (PSB) e almoçou com Rui Costa (PT). Como disse o nosso colunista Zeca de Aphonso, Geddel parou o baba, botou a bola debaixo do braço e gritou: vocês vão ter que me incluir.

(Bahia Notícias)

Notícias relacionadas