menu

Brasil

14/06/2015


Geraldo Alckmin é tratado como pré-candidato a presidente do PSDB

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, foi oficialmente lançado candidato à presidência da República, em 2018, na convenção estadual do PSDB. "O Brasil está doente e precisa de "um médico para salvá-lo", disse o deputado estadual Pedro Tobias, reeleito presidente do diretório estadual pelos próximos dois anos.

 

No discurso, Alckmin também se posicionou como candidato, num discurso com duras críticas ao PT. "A política é uma atividade que se exerce essencialmente com ética. O PT pode ser tudo, menos um partido político, porque um partido político se faz com ética", afirmou. "Não é possível pagar com o futuro do Brasil as contas dos malfeitos da última década."

 

Na briga interna do PSDB, Alckmin larga na frente, mas terá como adversários os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e José Serra (PSDB-SP), além do governador goiano Marconi Perillo.

 

Ontem, na convenção estadual do PSDB-MG, Aécio também se lançou como pré-candidato e disse que, "se perdeu em 2014", virá com mais força em 2018.

Notícias relacionadas