menu

02/09/2019


Gleen Greenwald afirma que Moro e Dallagnol usaram métodos corruptos na Lava Jato para punir Lula

Por Walter Santos

O jornalista norte-americano Gleen Greenwald garantiu no programa “Roda Viva”, na TV Cultura, nesta segunda-feira,que todos conteúdos do Vaza Jato durante os três meses de divulgação do The Intercept com vários parceiros, a exemplo do UOL, Veja, etc, são autênticos e sem nenhuma alteração ou adulteração, mas provam que o ex-juiz Sérgio Moro e o procurador Delton Dallagnol usaram de métodos corruptos na condução da Lava Jato para punir o ex-presidente Lula.

Gleen Greenwald garantiu que não houve pagamento à fonte autora do repasse do conteúdo, entretanto, a veracidade de todo material é tamanha que fez a Revista Veja aderir à divulgação fazendo “mea culpa” por ter sido anti-Lula e anti-Dilma dando seis capas a Sérgio Moro como herói nacional e agora mostrava seu envolvimento corrupto na Lava Jato.

DEFENSOR DA LAVA JATO – O jornalista revelou que “sempre fui defensor da Lava Jato e contra corrupção, pois eu mesmo elogiei os procuradores, mas é impossível combater corrupção com corrupção ou métodos corruptos daí estarmos afirmando não se trata de enfraquecer a Lava Jato nem combate à corrupção, mas não pode um juiz negociar com procurador da forma que fez”.

Para ele, o conteúdo do The Intercept prova com muita evidência que a atuação dos dois e outros membros foi jogo combinado entre Moro e procuradores usando vazamento contra pessoas.

Segundo ele, “ os procuradores e Moro foram flagrados muitas vezes vazando informações ilegalmente e estavam zombando das mortes de familiares de Lula”, revelou que “ já não há mais dúvidas da autenticidade pois o jogo cínico de Moro, ou seja, temos um ministro da justiça usam métodos corruptos e como faremos”.

– Ao longo do tempo todo está privado que o jogo foi combinado entre Moro e procuradores , frisou.

Gleen lembrou que “nossa obrigação é publicar tudo do interesse independente de quem é ligado, mas Sérgio Moro e Dallagnol agiram com evidência e provas que atuavam para condenar Lula, que era o mais importante para eles mentindo para a sociedade” .

Notícias relacionadas