menu

Brasil

02/12/2013


Governador de Sergipe, Marcelo Déda, morre em São Paulo

LUTO

O governador licenciado de Sergipe, Marcelo Déda (PT-SE), faleceu nesta segunda-feira (2) na cidade de São Paulo (SP). Déda estava internado no hospital Sírio Libanês, onde se tratava de um câncer gastrointestinal. O governador cumpria o seu segundo mandato. Ele deixa esposa e cinco filhos. Ele tinha 53 anos.

Em 2009, Marcelo Déda passou por cirurgia para a retirada de um nódulo benigno no pâncreas. No dia 1º de outubro do ano passado, foi confirmada a existência do câncer no estômago. Enquanto se tratava em São Paulo, o estado era governado pelo vice-governador Jackson Barreto (PMDB-SE).

No último dia 29 de outubro, Déda recebeu a visita da presidenta Dilma Rousseff. Poucos dias antes, também recebeu a visita do ex-presidente Lula.

As informações de que o estado de saúde do político não era bom começaram a surgir na noite do sábado (30). O Sírio Libanês divulgou uma nota relatando que seu quadro era grave e que apresentava "piora progressiva".

Marcelo Déda Chagas nasceu em 11 de março de 1960 na cidade de Simão Dias, situada a 110 km de Aracaju. Em 1973, aos 13 anos, ele deixou a cidade para estudar em Aracaju, no Atheneu Sergipense, tradicional escola pública. Em 1984, formou-se em Direito pela Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Em 1979, começou a trabalhar na criação do Partido dos Trabalhadores (PT) durante a reforma partidária no final do governo Figueiredo.
Antes de ser eleito governador, Déda também foi deputado estadual, deputado federal e prefeito da capital sergipana.
 

 

Ebc

Notícias relacionadas