menu

Brasil

01/04/2014


Governadora decide adiar exonerações de secretários

Maranhão

A semana que começou em clima de decisão mais uma teve sua definição adiada. Ficou para o dia 2 de abril a publicação no Diário Oficial do Estado o ato em que a governadora Roseana Sarney (PMDB), exonera os secretários candidatos a disputarem uma vaga eletiva em outubro deste ano. O novo adiamento ocorreu por conta da não escolha dos substitutos dos titulares. A expectativa é que pelo menos 14 membros do secretariado deixem suas pastas.

A assessoria do secretário de Infraestrutura, Luís Fernando Silva (PMDB), informou que ele provavelmente sairá no dia 2 de abril. Quem deve assumir o comando da secretaria de Infraestrutura é o adjunto, José Raimundo Ribeiro. “O secretário Luís Fernando tem anunciado que deverá sair no dia 2 de abril e o seu substituto deverá ser o atual ajunto, José Raimundo Ribeiro”, declarou a assessoria.

O mesmo declarou o secretário de Educação, Pedro Fernandes (PTB). De acordo com o titular da pasta, ele permanecerá na secretaria até o ato ser publicado oficialmente. “O ato só sai quarta-feira (2) e eu permaneço na secretaria até ser publicado”, afirmou.

O secretário de Gestão e Previdência, Fábio Gondim (PT), informou a O Imparcial, que ontem (31) foi o seu último dia á frente da pasta. “Ontem foi o meu último dia na secretaria. Houve uma orientação da governadora, nesse sentido, durante uma reunião que aconteceu na semana passada com o secretário João Abreu. Mas independente dos outros secretários, ontem foi o meu último dia”, disse Gondim.

Porém, apesar da definição da saída, o petista afirmou desconhecer quem será o seu substituto. “Eu não sei quem será o substituto, mas até que a governadora decida, o adjunto deverá assumir a secretaria de Gestão e Previdência”, declarou.

Outro secretário cotado a sair é o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes (PSDC). A assessoria não confirmou a informação, porém ressaltou que caso o titular saia, isso deverá acontecer somente no fim da semana. “Se o secretário Aluísio sair, ele deverá sair somente na sexta-feira (4), porque até lá ele tem agenda”, afirmou a assessoria.

Indefinição
Em entrevista a O Imparcial, o secretário de Ciência e Tecnologia (Sectec), José Costa (PT), afirmou que ainda está mantendo conversa com a governadora no intuito de acertar sua possível saída. O titular da Sectec informou que a indefinição gira em torno da vaga de candidato a vice-governador. “Eu não entreguei a carta pedindo exoneração. Ainda estou em conversas com a governadora. A questão é mais ou menos sobre a vaga de vice, que é do PT. Então isso tem que ser acertado”, afirmou. José Costa se refere principalmente ao impasse das duas secretárias que tem possíveis pré-candidatos à vaga de vice-governador: a de Ciência e Tecnologia e a secretaria do Trabalho, atualmente ocupada pelo petista José Antônio Helluy (PT), que também deverá ser exonerado.

Apesar da indefinição do secretário José Costa, a direção do PT informou que todos os secretários irão entregar os cargos. O PT adiantou ainda, que o provável substituto de José Costa na Sectec será o petista Fernando Lima.

QUEM DEVERÁ SAIR

Alberto Franco – Secretaria de Assuntos Estratégicos
Luís Fernando – Secretaria de Infraestrutura
Hildo Rocha – Secretaria de Cidades
Júnior Marreca – Secretaria de Articulação Política
Claudio Trinchão – Secretaria de Fazenda
Fábio Gondim – Secretaria de Gestão e Previdência
Aluísio Mendes – Secretaria de Segurança Pública
Ricardo Archer Filho – Secretaria de Assuntos Políticos
Pedro Fernandes – Secretaria de Educação
Jura Filho – Secretaria de Educação
José Costa – Secretaria de Ciência e Tecnologia
José Antônio Heluy – Secretaria do Trabalho e Economia Solidária
Rodrigo Comerciário – Secretaria de Articulação Institucional
Ricardo Murad – Secretaria de Saúde

 

(O Imparcial) 

Notícias relacionadas