menu

Brasil

08/05/2015


Governadores querem recursos; Levy reconhece pleitos mas nada libera

EM NATAL

A síntese da reunião dos governadores do Nordeste nesta sexta-feira, em Natal, contando com as presenças dos Ministros Joaquim Levy e Mangabeira Unger serviu para estreitar e criar clima de diálogo com a Fazenda, entretanto, com base nas negociações atuais os chefes do executivo dos nove estados continuam reclamando do contingenciamento dos recursos, mesmo assim o ministro da Fazenda compreende a agonia dos estados, mas sai do encontro sem se comprometer com liberações de recursos.

Na leitura de especialistas, Levy admite ceder mas só o fará depois que as MPs restantes consolidadoras dos ajustes fiscais sejam aprovadas pelo Congresso Nacional, pois somente assim ele terá condições de aferir o tamanho da cessão dos recursos aos Estados do Nordeste.

Os governadores, contudo, se mantém aliados do Governo entretanto chiam e reclamam da inexistência de liberação do que foi prometido pela presidenta Dilma Rousseff a quarenta dias.

– Compreendemos a realidade em curso, mesmo assim não dá para aceitar que as projeções de recursos com caráter emergencial, de urgência, tenham até a presente data, quarenta dias depois, sem uma solução efetiva – reclamou o governador da Paraiba, Ricardo Coutinho.

O mesmo tom foi seguido pelos demais governadores. Levy propôs novo pacto na cobrança do ICMS, mas a matéria não tem consenso entre os governos porque Pernambuco e Ceará encabeçam movimento contrário.
 

Notícias relacionadas