menu

Política

03/03/2016


Governo da Suíça pode denunciar Cunha por evasão de divisas

Governo da Suíça informou que Procuradoria Geral da República (PGR) pode denunciar o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por evasão de divisas e sonegação fiscal em virtude das contas secretas mantidas pelo parlamentar em bancos daquele país.

Na semana passada, a PGR havia consultado as autoridades suíças para verificar a possibilidade de denunciar o peemedebista pelos dois crimes, além de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

"O Departamento de Justiça já enviou uma resposta às autoridades brasileiras. A resposta enviada é que para esses documentos (contas na Suíça) não há restrição", informou o porta-voz do Departamento de Justiça suíço, Folco Galli.

Objetivo da consulta feita pela PGR era evitar a possibilidade de alguma ação por nulidade, uma vez que a sonegação e a evasão de divisas não crimes tipificados pela Suíça.

Em outubro do ano passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a abertura de inquérito contra Cunha, além da mulher, Claudia Cruz, e da filha Danielle. Eles foram denunciados por manterem quatro contas em bancos da suíça em nome de empresas offshore. Investigação sustenta que o dinheiro mantido nestas contas era fruto de propina originária no esquema de desvios e corrupção na Petrobras investigado pela Operação Lava Jato.

Brasil 247

Notícias relacionadas