menu

Rio Grande do Norte

17/03/2015


Governo do Rio Grande do Norte anuncia medidas para conter ataques a ônibus

Para conter a onda de ataques a ônibus e acalmar a população depois que cinco coletivos e uma viatura foram incendiados ontem (16) na capital do estado, o governo do Rio Grande do Norte anunciou hoje (17) que fará abordagens surpresa no transporte público de Natal. Também haverá rondas e blitze itinerantes nas principais vias da cidade e policiamento ostensivo próximo a pontos de ônibus.

Há uma semana, o estado vive uma crise no sistema prisional desencadeada por rebeliões de detentos em seis presídios. Autoridades locais atribuem os ataques ocorridos ontem na capital a grupos ligados aos presos rebelados.

Para tentar estancar a crise, o governador Robinson Faria decretou hoje estado de calamidade pública no sistema prisional e instituiu ontem o Gabinete de Gestão Integrada (GGI), para organizar as ações de enfrentamento à crise. Em balanço apresentado hoje, Faria disse que "o governo não vai negociar nenhum tipo de concessão” com os presos e não “permitirá barganhas".

Outra medida tomada pelo governo foi a transferência de 89 presos que estavam na Casa de Detenção Provisória da Ribeira, na capital, para o município de Parelhas, na região do Seridó. Desde o início da manhã, 200 homens da Força Nacional de Segurança Pública estão nas ruas de Natal e nas proximidades dos presídios da cidade.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte, dois helicópteros – um da Força Nacional e outro da Polícia Rodoviária Federal – estão ajudando no patrulhamento aéreo das áreas consideradas de risco, e quatro ônibus da Secretaria de Educação foram colocados à disposição da tropa federal.

Notícias relacionadas