menu

Economia

28/06/2016


Governo estuda concessão intermodal para ferrovia e portos, diz Quintella

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, disse hoje (28) que o governo estuda fazer uma concessão intermodal incluindo trechos da Ferrovia Norte-Sul e portos no mesmo projeto.

“Estamos definindo desenhos como a Norte Sul com a possibilidade de oferecer ao país a primeira concessão intermodal com ferrovias e portos incluídos nesse modelo”, informou o ministro ao participar do seminário Alicerces para o Futuro, na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Segundo Quintella, o governo pretende construir até 8 de julho o documento com o novo modelo para concessões para área de infraestrutura em transporte.

“Todos nós estamos imbuídos em apresentar para o Brasil, no tempo mais rápido possível, o novo modelo de concessões, as novas premissas em concessões em todos os modais de transporte. O momento é de ouvir e estamos trabalhando nessas novas premissas. Esperamos que até 8 de julho tome corpo esse documento que vai servir para mudança na base legal, de prazos e de modelos de investimento nas concessões”, afirmou em entrevista a jornalistas após o evento.

O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, disse hoje (28) que o governo estuda fazer uma concessão intermodal incluindo trechos da Ferrovia Norte-Sul e portos no mesmo projeto.

“Estamos definindo desenhos como a Norte Sul com a possibilidade de oferecer ao país a primeira concessão intermodal com ferrovias e portos incluídos nesse modelo”, informou o ministro ao participar do seminário Alicerces para o Futuro, na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Segundo Quintella, o governo pretende construir até 8 de julho o documento com o novo modelo para concessões para área de infraestrutura em transporte.

“Todos nós estamos imbuídos em apresentar para o Brasil, no tempo mais rápido possível, o novo modelo de concessões, as novas premissas em concessões em todos os modais de transporte. O momento é de ouvir e estamos trabalhando nessas novas premissas. Esperamos que até 8 de julho tome corpo esse documento que vai servir para mudança na base legal, de prazos e de modelos de investimento nas concessões”, afirmou em entrevista a jornalistas após o evento.

Agência Brasil

Notícias relacionadas