menu

Brasil

02/12/2014


Governo Federal estuda criar a Infraero Serviços

O ministro da Secretaria da Aviação Civil, Moreira Franco, disse hoje (2), durante seminário na Fundação Getulio Vargas, que o governo estuda novo modelo para a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Ele acredita que a estatal precisa se preparar para a concorrência, uma vez que parte dos aeroportos do país foi concedida à iniciativa privada.

“Paramos as concessões este ano, porque o governo precisa de uma operadora de aeroportos. Haverá terminais que não serão rentáveis, e nós precisamos que operem com transparência", disse.

Segundo ele, o objetivo é criar uma avaliação trimestral, para esses terminais, destinada à criação de um ambiente de meritocracia, de modo que a remuneração dos aeroportos seja diferente.

“Os ganhos serão maiores para aqueles que tiverem melhor desempenho, porque o que o cliente quer é preço e qualidade”. O ministro informou que a ideia é que a empresa seja criada na forma de fusão com a iniciativa privada.

O ministro ressaltou que o Banco do Brasil desenhou uma alternativa de constituição da Infraero Serviços, nome que se dará à nova empresa, e apresentou a operadores que demonstraram interesse em participar.

“Estamos em discussão na Casa Civil para que o governo tome a decisão e, assim que acontecer, vamos implantar. A ideia é a Infraero ser responsável por 51% das ações e o setor privado 49%”, disse o ministro. 

Notícias relacionadas