menu

Maranhão

09/01/2015


Governo instala comitê gestor do Plano de Ações Mais IDH

O governador do Maranhão, Flávio Dino, instalou na tarde desta quinta-feira (08) o Comitê Gestor do Plano de Ações Mais IDH. A principal meta do Governo do Estado é o combate às desigualdades sociais. O comitê será responsável por promover as políticas públicas articuladas em setores como: combate ao analfabetismo e a precarização das escolas públicas, fornecimento de água, habitação, geração de emprego e renda e produção na agricultura familiar.

As propostas do Plano de Ações Mais IDH serão coordenadas pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP) e chegarão aos 30 municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), que precisam de atenção especial do Governo do Estado para promover mais justiça social e descentralização das riquezas. Com o intuito de dar agilidade a essas metas e integrar as políticas públicas que promovam mais igualdade, o governador Flávio Dino determinou que as ações componentes do “Mais IDH” são prioritárias para a administração.

“Vamos desenvolver o Maranhão e combater a pobreza que atinge grande parte da população. Vamos mostrar que é possível fazer tudo isso com um governo focado em melhorar a vida dos que mais precisam”, afirmou Flávio Dino durante a reunião com os secretários que compõem o comitê.

No primeiro encontro, ficou definido que o grupo articulará – junto a prefeitos, lideranças políticas e sociais de cada município que serão beneficiados com o “Mais IDH” – as prioridades, realizando um levantamento minucioso da situação social e econômica de cada local para diagnosticar as ações necessárias para cada cidade.

O secretário estadual de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, destacou que o Comitê Gestor irá trabalhar em parceria não só com os poderes públicos, mas também com a sociedade civil. “Iremos mobilizar todas as instituições presentes nos municípios para um esforço conjunto para que possamos reverter o IDHM do Maranhão e melhorar a condição de vida da população”, afirmou.

O comitê é composto pelas secretarias de Desenvolvimento Social, Articulação Política e Assuntos Federativos, Saúde, Educação, Agricultura Familiar, Trabalho e Econômica Solidária, Cidades e Desenvolvimento Urbano, Igualdade Racial, além da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) e do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc).

Entre as ações previstas está a realização do Seminário Nacional para implantação do Planejamento Regional do Maranhão. O seminário, previsto para acontecer no final de fevereiro, será utilizado como instrumento de atuação do Governo do Estado para elevação da qualidade de vida da população e correção dos desequilíbrios socioeconômicos regionais do estado.

Notícias relacionadas