menu

Brasil

13/05/2015


Governo já está concluindo detalhes do programa de investimentos em logística

O governo já está concluindo os detalhes para o lançamento do programa de concessões de logística, que inclui aeroportos, ferrovias, rodovias e portos, adiantou a presidenta Dilma Rousseff, nesta terça-feira (12). “Nós estamos finalizando e conversando com empresas, no sentido de ver quais são os interesses existentes. E estamos finalizando, também, as formas de financiamento possíveis. Elas ainda não vão ser as mais definitivas, mas estamos fazendo toda uma modelagem”, explicou.

A afirmação foi feita durante entrevista coletiva, após reunião com o Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016, no Rio de Janeiro. Dilma disse ainda que o pacote de investimentos implica em avaliações minuciosas do que cabe entrar na concessão ou não.

“Há coisas que você não consegue concede, porque o custo da tarifação será muito alto. Dependendo da quantidade de tráfego de uma rodovia, se você conceder, vai ter um pedágio muito elevado. Quanto menos tráfego, maior o pedágio e vice-versa. Em uma ferrovia, se faz uma avaliação que precisa de um certo volume de carga para ela ser viável em termos de concessão”, comentou.

Dilma anunciou ainda que, após o lançamento do pacote de concessões, o governo vai lançar também um programa de energia elétrica para os próximos anos e o Minha Casa Minha Vida 3.

Rio 2016
Ainda na coletiva de imprensa, a presidenta assumiu o compromisso de, ao longo dos próximos meses, promover reuniões de trabalho sistemáticas com o Comitê Organizador dos Jogos e com o Comitê Olímpico Brasileiro. O objetivo é fazer um “ajuste fino” entre as ações dos governos federal, estadual e municipal.

“Os Jogos Olímpicos são basicamente um reflexo daquilo que o esporte tem de melhor, que é encarar o desafio, trabalhar no sentido de superar esse desafio, dedicar os seus maiores esforços nesse sentido e conquistar a vitória. E nós aqui estamos com essa disposição. E a forma de nós nos integrarmos é dialogar, dialogar e dialogar”, disse.

A presidenta também destacou a participação dos investidores privados nas obras dos Jogos. “Inclusive, os investidores privados que participam de todos os projetos de PPP [parceria público-privada] que estão sendo levados aqui, que transformam essa Olímpiada em algo especial, ou seja, grande participação do capital privado. O financiamento é feito pelo governo federal, mas tem uma imensa participação do setor privado e vai deixar um imenso legado”.

Blog do Planalto

Notícias relacionadas