menu

Brasil

28/11/2014


Governo muda cálculos para incentivos do Selo Combustível Social

O Ministério do Desenvolvimento Agrário mudou os cálculos para incentivos ligados ao Selo Combustível Social, criado para estimular produtores de biodiesel a apoiar agricultores familiares. O objetivo da alteração é incentivar a produção de oleaginosas, diversificar matérias-primas para fabricar biocombustível e reduzir desigualdades regionais.

No caso da compra de matérias-primas alternativas à soja, o multiplicador para cálculo subiu de dois para quatro. Na aquisição de matérias-primas do Nordeste e Semiárido, o aumento foi de dois para três. Por fim, foi criado um multiplicador de 1,5 para usinas do Centro-Oeste e Sudeste que adquiram matéria-prima da agricultura familiar de suas próprias regiões.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Agrário, atualmente 42 empresas produtoras de biodiesel detêm a concessão do Selo Combustível Social. Juntas, elas vendem aproximadamente 99% da produção nacional. Além disso, 85 mil agricultores e 77 cooperativas são beneficiadas pelo programa.

(Da Agência Brasil)

Notícias relacionadas