menu

Brasil

27/11/2015


Gutierrez pagará multa de R$ 1 bilhão, a maior da lava jato

A Andrade Gutierrez aceitou firmar um acordo com a Procuradoria Geral da República e com a força-tarefa da Lava Jato em que pagará uma multa de R$ 1 bilhão, a maior indenização até hoje no âmbito da investigação, e revelará as obras para as quais pagou propina e combinou o resultado de licitações.

Segundo reportagem de Mario Cesar Carvalho e Bela Megale, da Folha de S. Paulo, a empreiteira, cujo presidente, Otávio Azevedo, está preso desde junho, dirá que atuou com irregularidade em obras da Copa do Mundo, na Petrobras, na usina nuclear Angra 3, em Belo Monte e na ferrovia Norte-Sul.

A gigante da construção atuou em reformas de estádios durante a Copa do Mundo, como no Rio, em Porto Alegre, em Brasília e em Manaus, além de ser responsável pelo Comperj, complexo petroquímico da Petrobras no Rio de Janeiro.

Junto com a Odebrecht, a Andrade, segundo maior empreiteira do País, foi acusada de ter pago R$ 632 milhões em propina em contratos com a Petrobras. Com o acordo, a empresa espera ser liberada para firmar acordos com o poder público. A delação será feita por Azevedo e outros dois executivos que estão presos: Élton Negrão de Azevedo Júnior e Flávio Barra.

Notícias relacionadas