menu

Brasil

02/06/2014


Hackativismo e Phising podem aumentar fraudes durante a Copa

Tecnologia

Sugestão de pauta: Os fraudadores brasileiros tem se aproveitado da euforia gerada pela Copa do Mundo para aplicar golpes em consumidores mais desavisados. Tanto os protestos relacionados ao Mundial quanto os meios para assistir aos jogos são possibilidades para que golpistas usem toda sua criatividade para invadirem computadores e celulares em busca de dados confidenciais, como informações bancárias e pessoais dos consumidores brasileiros.

Atualmente, o hackativismo tem sido uma forma de protesto bastante usada com objetivos políticos e pode chamar a atenção dos internautas. Aproveitando-se da onda de protestos que ocorre por todo o país, golpistas tentam invadir redes que contém dados pessoais e computadores privados para realizar fraudes bancárias.

Outro golpe bastante comum que já tem afetado alguns brasileiros são e-mails ou SMS falsos oferecendo ingressos para a Copa do Mundo. Normalmente, os golpistas direcionam os interessados em adquirir entradas para os jogos para páginas falsas, por meio de links que podem até mesmo implantar vírus no sistema operacional do computador ou mobile. As páginas pedem aos consumidores informações como RG, CPF e número do cartão de crédito para receber o suposto ingresso.

A proximidade do Mundial acaba causando certa desatenção dos consumidores e empresas. Além disso, a internet possibilita que os golpistas não sejam identificados com tanta facilidade, por isso a atenção aos sites não confiáveis e os cuidados com a segurança dos computadores e mobiles evita que as fraudes causem problemas aos torcedores.

Sugestão de Fonte: Para mais detalhes sobre o tema e dicas para os consumidores evitarem fraudes, Hugo Costa, country manager da ACI Worldwide no Brasil e especialista em prevenção a fraudes bancárias, está à disposição.

Notícias relacionadas