menu

Alagoas

04/05/2016


Internautas suspeitam de aplicações de multas em Maceió

 Internautas utilizaram as redes sociais, nesta terça-feira (3), para levantar suspeitas sob a legalidade da aplicação de multas emitidas pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Maceió. Eles alegam que, apesar de as infrações terem chegado em suas residências, no momento do suposto flagrante, os condutores não transitavam pela Faixa Azul, como alegado pelo agente de trânsito.

Em um dos casos, inclusive, o automóvel descrito pelo agente não estaria sequer em condições de uso.

Em texto publicado nas redes sociais, o bancário Felipe Saulo Novaes conta que foi surpreendido ao receber uma multa por supostamente transitar pela faixa exclusiva para ônibus, no dia 12 de abril, às 17h30. Segundo Saulo, na data e hora relatadas na multa, o suposto infrator estava na cidade do Recife. "A SMTT vem agindo de forma criminosa ao aplicar multas indevidas. Vou provar junto ao órgão que não cometi esta infração", relatou Saulo, em seu perfil no Facebook.

Outro fato relatado no Facebook e que também chama a atenção diz respeito a uma multa aplicada, em situação semelhante, em desfavor do empresário Thiago Barros. Neste caso, a infração – transitar pela faixa azul – teria sido cometida no mesmo dia e horário. Contudo, Thiago garante que seu carro estava na concessionária à época do flagrante pelo agente da SMTT. Ainda segundo o condutor, seu automóvel, inclusive, segue parado devido a uma batida.

O empresário reforça que, conforme os dados contidos na multa, o agente responsável pela notificação é o mesmo, com matrícula de número 1507.

"Querem saber mais? Então, vamos lá! Divulguei isso numa rede social, e uma amiga, Bruna Melro Lopes, observou que seu sogro também tinha recebido a mesma infração, no mesmo local, dia e hora. Então, fica o alerta, pois, tenho certeza de que aparecerão outros casos. É impressionante como eles são espertos e astutos para meter a mão no nosso dinheiro. Absurdo", reagiu o gerente.

Por meio de sua assessoria de imprensa, a SMTT explicou que os condutores que se sentirem prejudicados podem procurar o órgão para recorrer da aplicação das multas. Ainda segundo a SMTT, caso haja elementos capazes de apontar que a multa é incabível, a superintendência irá cancelar a infração em questão. 

Notícias relacionadas