menu

14/02/2019


Intervenção do Exército no Rio não surtiu efeito, mesmo com R$ 1,2 Bi, diz relatório

Jaqueline Deister, Brasil de Fato– Durante 320 dias o estado do Rio de Janeiro tornou-se um laboratório no setor de segurança pública. A intervenção militar trouxe muitas promessas para a população que anseia pela redução das taxas de criminalidade. Contudo, o resultado ficou aquém do esperado, segundo o relatório final do Observatório da Intervenção lançado nesta quinta-feira (14).

O documento aponta que a interferência dos militares e a injeção de R$ 1,2 bilhão de recursos federais não produziram mudanças significativas na segurança pública do estado. De acordo com o relatório, o número de mortes violentas teve uma redução apenas de 1,7% em relação a 2017.

Entre fevereiro e dezembro de 2018 ocorreram 6.041 mortes violentas, ou seja, homicídios dolosos (quando há a intenção de matar), latrocínios (roubos seguidos de morte), mortes por intervenção de agentes do estado e lesão corporal seguida de morte.

Notícias relacionadas