menu

Pernambuco

11/11/2019


IPTU tem aumento de 2,54% na Grande Recife, em 2020

Cidades da Região Metropolitana oferecem descontos para quem não tem dívidas. Reajuste é menor em relação a este ano, quando contribuintes pagaram 4,56% a mais.

Por G1/PE

Os moradores do Recife, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Paulista vão ter que desembolsar mais dinheiro para quitar o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em 2020. As quatro prefeituras informaram que o reajuste será de 2,54%, seguindo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Com esse aumento, o contribuinte que pagou R$ 100, em 2019, vai ter que desembolsar R$ 102,5, no próximo ano. O reajuste para 2020 nas quatro principais cidades da Região Metropolitana é menor do que o entrou em vigor este ano, que foi de 4,56%.

Na capital pernambucana, há cerca de 400 mil imóveis registrados. De acordo com a prefeitura, houve uma correção monetária em cumprimento à Lei 16.607 de 6 de dezembro de 2000. Ela considera o período compreendido entre novembro do ano anterior e outubro do ano vigente.

Jaboatão

A Secretaria de Finanças do município informa que, até o dia 20 de dezembro deste ano, está em vigor o refinanciamento dos débitos. O contribuinte que pagar à vista o IPTU atrasado, tem 90% de descontos nos juros e multa.

O parcelamento em até 30 vezes garante um abatimento de 60% nos juros e multa. Para quem optou por dividir entre 31 e 60 parcelas, o desconto é de 30% nos juros e multa. A prefeitura informa que o contribuinte que ficar em dia com a administração pública, em 2019, contará com descontos em 2020.

Olinda

A prefeitura informou que o contribuinte que não tiver dívidas com o IPTU em 2019 terá benefício no próximo ano. Os descontos previstos são de 30% para quem estiver em dia até 30 de novembro. O município informou também que o calendário de pagamentos de 2020 está em fase de definição.

Paulista

Segundo a prefeitura, o contribuinte que estiver em dia com o a administração pública terá desconto de até 20% no IPTU, em 2020. Os pagamentos de cota única, para quem optar por essa fórmula, ou a da primeira parcela estão previstos para o dia 10 de fevereiro.

Notícias relacionadas