menu

Brasil

25/04/2014


Jarbas é cabo eleitoral de Eduardo Campos no PMDB

Pernambuco

O senador e pré-candidato a deputado federal, Jarbas Vasconcelos (PMDB), declarou, nesta sexta-feira (25), que tem efetuado um trabalho interno no PMDB em busca de apoios para a candidatura do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB). Vasconcelos é um dos políticos pernambucanos com grande influência no cenário nacional e, segundo ele, pretende usar esta "autoridade política" para atrair mais votos para Campos. O PMDB é atualmente o principal aliado nacional do PT, ocupando a vice-presidência da República, com Michel Temer, ao lado da presidente Dilma Rousseff (PT).

"Vou ajudar (na campanha)e já estou ajudando dentro do PMDB, tanto é que quando ele foi lançado, tinha um jantar lá em casa com Pedro Simões, mas eu voltei a me encontrar com Pedro, que vai apoia-lo no Rio Grande do Sul. Antes de sair (de Brasília) ontem tive uma conversa com Luiz Henrique, de Santa Catarina, e ele abriu mão da aliança com Dilma e vai apoiar Eduardo. Estamos fazendo este trabalho interno", revelou durante entrevista em uma rádio local.

Jarbas garantiu também que vai participar das andanças de Campos pelo Brasil. "Ele (Eduardo Campos) perguntou se eu iria para alguns eventos com ele pelo Brasil, eu disse que ia. Se me convidar para Salvador, eu vou, para o Maranhão, eu vou. A minha campanha para federal vai me permitir isso", frisou o peemedebista.

Sem ressentimentos

Os comentários de Eduardo Campos, nas redes sociais, sobre os avanços do governo dele, comparando com os dois mandatos da gestão de Jarbas feitos nos últimos dias, foi observado pelo senador como "normal". "Qual é o governante que não quer comparar o seu governo com o anterior, ele comparou, disse que ia andar mais. Deve ter andado, não sei se mais", disse.

Para o peemedebista, uma das vantagens de Campos, foi o apoio do ex-presidente Lula (PT). "Ele se aliou a Lula, eu deixei o estado preparado para receber os recursos. Deixamos as coisas já funcionando na Refinaria e em Suape. Preparamos Suape, a MG foi trazida no nosso governo. Fizemos a BR 232, a estrada do Gesso e do vinho. Ninguém vai aplicar dinheiro no estado se não tiver infraestrutura", afirmou. "Se você for comparar com recursos Pernambuco teve mais com Lula, do eu no meu governo com Fernando Henrique Cardoso. Se eu tivesse no lugar dele, também iria dizer que faria um governo melhor", acrescentou. 

Notícias relacionadas