menu

Paraíba

24/10/2019


João defende ajuda internacional contra óleo no litoral do NE

Da Redação
Portal WSCOM / Revista NORDESTE

 

O governador João Azevêdo (PSB) estabeleceu o prazo do ‘fim do ano’ para definir a sua questão partidária, após a crise no PSB. Nesta quinta-feira (24), ele lembrou que, na prática, definições podem ser feitas até abril.

“É importante entender que o prazo para se definir alguma coisa nessa área se estende até abril. É evidente que não vamos esperar esse tempo todo para tomar uma decisão com relação a essa questão partidária e política. Até o final do ano estaremos efetivamente definindo essa questão”, disse.

Azevêdo ainda criticou, em entrevista à Arapuan Fm, a falta de informações pelo Governo Bolsonaro da origem do óleo nas praias do Nordeste.

“O óleo continua chegando nas praias e não temos, absolutamente, nenhuma informação, nem tão pouco o governo federal, pra saber de onde vem o óleo. Estamos absolutamente às cegas. O que nos resta, e que é triste dizer, é sair de cada reunião com um órgão desse, com a sensação de que precisamos apenas sentar, limpar as praias, e esperar a morte chegar”, declarou.

Ele ainda defendeu auxílio internacional para tratar do caso: “se nós não temos tecnologia nacional para enfrentar esse problema, que façamos um pedido de socorro internacional”.

Notícias relacionadas