menu

Brasil

07/07/2014


João Pessoa amanhece sem transporte coletivo prejudicando 300 mil usuário

A Região Metropolitana de João Pessoa amanheceu esta segunda-feira, 7, sem transporte coletivo prejudicando cerca de 300 mil usuários. A paralisação atinge as linhas que atendem João Pessoa, Cabedelo, Santa Rita e Bayeux.

A paralisação foi decidida durante assembleia da categoria que reivindica 14% de reajsute salarial, além da unificação do vale alimentação para R$ 500 e pagamento integral do plano de saúde.

A frota de ônibus da Capital é de 480 veículos em circulação, de oito empresas de transportes de passageiros de característica urbana. Cerca de cinco mil profissionais trabalham nas 82 linhas de ônibus de João Pessoa e nas 20 linhas que cortam as cidades de Cabedelo, Santa Rita e Bayeux, na região metropolitana deverão parar suas atividades.

Já de acordo com comunicado emitido pela AETC-JP, o salário dos motoristas e cobradores tem tido aumento acima da inflação. Ainda segundo o comunicado, em julho de 2012, enquanto a inflação anual registrava o índice de 4,92%, o aumento salarial acordado foi de 10%. E em julho do ano passado (2013) diante de uma inflação anual de 6,7%, os trabalhadores do transporte coletivo urbano de João Pessoa tiveram aumento salarial de 9%. Isso significa que o salário dos motoristas que era de R$ 1.264,00 (fora os 22% do tíquete alimentação), isto até junho de 2012, depois daqueles dois aumentos passou para R$ 1.515,00 (também sem incluir os 22% do tíquete alimentação).

 

(WSCOM)

Notícias relacionadas