menu

Pernambuco

18/09/2017


Jornalista é vítima de bala perdida em Caruaru

É crítico o estado de saúde do apresentador do telejornal ABTV 2ª edição da TV Asa Branca, afiliada da Globo em Caruaru, o jornalista Alexandre Farias, 39 anos. Ele foi uma das vítimas mais graves de um incidente envolvendo uma perseguição da Polícia Militar contra bandidos que haviam assaltado um veículo da marca Corolla no bairro Indianópolis, na noite do sábado. A perseguição aos bandidos continuou pela estrada que dá acesso ao Alto do Moura, um dos pontos turísticos da cidade. O jornalista que mora no Alto do Moura havia acabado de sair do plantão na televisão e se dirigia para casa quando acabou ficando atrás do viatura da PM no momento em que os policiais trocavam tiros com os bandidos.

O jornalista foi alvejado por uma das balas. O projétil passou ao lado do olho direito e percorreu o cérebro causando perda de massa encefálica. A vítima foi socorrida para o Hospital Regional do Agreste (HRA) e em seguida transferida para o Hospital da Unimed de Caruaru. Uma cirurgia de quatro horas foi realizada para retirada de parte do osso do crânio para controlar a pressão. A estratégia da equipe médica é mantê-lo em coma induzido para analisar os danos ao cérebro. Até ontem, os médicos haviam decidido não remover a bala que está alojada na parte de trás do crânio. O último boletim divulgado às 18 horas de ontem indicava que o quadro permanecia estável, mas muito grave. “É um paciente grave com risco de morte, mas está estabilizado”, afirmou o neurologista Ronaldo Menezes.
A perseguição policial aos bandidos também resultou no atropelamento de dois integrantes de uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) que fazia o socorro de uma vítima de acidente com motocicleta. O motorista da ambulância Valdenir Antônio do Nascimento, 47 anos, sofreu lesões na cabeça e na face, ele foi atendido no HRA e já recebeu alta. Já a enfermeira Josimere do Nascimento, 36 anos, sofreu uma fratura em uma das pernas e foi operada.

O caso está sendo investigado pelo delegado titular da 20ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH), Márcio José da Cruz, sob o comando do delegado especial designado Bruno Vital Mota de Andrade, da Divisão de Homicídios Agreste (DHA). As primeiras informações indicam que Alexandre Farias foi atingido por uma bala disparada pelos bandidos contra os policiais, uma vez que o carro do jornalista estava atrás da viatura.

A Polícia Civil divulga nesta segunda-feira os retratos falados dos envolvidos no roubo e no confronto com a polícia que terminou ferindo o jornalista Alexandre Farias e dois socorristas do SAMU, na noite do sábado passado. A apresentação acontece no auditório da Diretoria Integrada do Interior (Dinter 1), em Caruaru.

A Secretaria de Defesa Social (SDS) pede para quem tiver informações auxiliar nas investigações ligando para o Disque-Denúncia no 81-3719-4545. Não precisa se identificar. Ontem, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra divulgou uma nota chamando atenção para a falta de segurança, que leva a situação de vulnerabilidade dos moradores de Caruaru. E fez um apelo ao governador Paulo Câmara para melhorar as condições das polícias que atendem o município de Caruaru.

Diário de Pernambuco

Notícias relacionadas