menu

Bahia

14/12/2015


Justiça dá 72h para que mais recursos cheguem à Chapada Diamantina

O governo do estado da Bahia e da União terão até as 8h da próxima quarta-feira, 16, para garantir o fornecimento de material e pessoal para o combate ao incêndio que atinge a Chapada Diamantina há cerca de dois meses. Uma liminar exigindo a destribuição dos recursos foi deferida neste domingo, 13, pelo juiz federal Leonardo Poupério.
Se a medida não for cumprida até o prazo estabelecido, os governos receberão multa diária de R$ 10 mil, além da "responsabilização dos agentes que se recusarem a cumprir o determinado".

A Ação Civil Pública (ACP), solicitada por defensores da Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE) e da Defensoria Pública da União (DPU), traz o pedido de urgência, após as defensorias tomarem conhecimento no sábado, 12, sobre o risco de o incêndio atingir casas na região de Lençóis.

Na liminar, o juiz Poupério solicitou a disponibilização de cinco veículos para deslocamento de tropas; 400 kits de combate a incêndio com materiais de proteção individual; apoio aéreo de pelo menos quatro helicópteros;30 brigadistas; além da manutenção das medidas até o fim da operação de rescaldo.

Assinaram a ACP em defesa da Chamada Diamantina Aline Khoury, Felipe Noya e Gil Braga, pela Defensoria Pública do Estado da Bahia, e Átila Dias, Charlene Borges e Érik Boson, pela Defensoria Pública da União. Os defensores públicos pretendem ir à região nos próximos dias para verificar a situação da comunidades e o cumprimento da liminar.
 

Combate

Na manhã deste domingo, brigadistas voluntários que atuam no combate aos incêndios receberam Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Segundo o governo do Estado, foram investidos R$ 500 mil em materiais que inclui luvas, máscaras, foice, abafadores, mochilas costais, facões, foices, pás, enxadas e fardamento.

Atualmente, a operação coordenada pelo programa Bahia Sem Fogo na Chapada conta com 60 bombeiros militares, 40 brigadistas, 8 peritos, quatro veículos tracionados (4×4), três helicópteros e seis aviões modelo air tractors (capazes de transportar até 3,8 mil litros d´água).

A Tarde

Notícias relacionadas