menu

Sergipe

07/07/2015


Justiça determina que servidores do Detran voltem ao trabalho

O desembargador do Tribunal de Justiça de Sergipe, Cezário Siqueira, decretou na manha desta segunda-feira (06), a ilegalidade da greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). A categoria está em greve desde o último dia 25 de junho. O Sindicato dos Assistentes de Trânsito, Vistoriadores e Servidores do Detran (Sindetran) informou que ainda não foi notificado da decisão.

Na decisão, o desembargador diz que a greve traz prejuízos para a população em geral e para o próprio Estado. Muitos serviços prestados à população foram prejudicados com a paralisação. Caso descumpra a determinação, o Sindetran pagará uma multa diária de R$ 10 mil.

A assessoria de comunicação do Detran informou que com o fim da greve, a vistoria de veículos, que estava ocorrendo somente na sede do Detran, voltará a ser realizada nas diversas unidades da capital e do interior. “A diretoria do Detran informa que o canal de diálogo com os servidores permanece aberto. Com a decisão judicial o órgão espera o retorno imediato dos servidores ao trabalho para o restabelecimento da normalidade da prestação dos serviços à população”, disse em nota.

Procurado, o presidente do Sindetran, Thiago Bomfim, disse que o Sindicato não foi notificado pelo TJ. Ele avisou que na próxima sexta-feira (10) haverá uma nova assembleia da categoria, que decidirá pelo retorno ou não ao trabalho. A categoria reivindica a criação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), reajuste salarial em torno de 25% e melhoria na estrutura das unidades do órgão. O Detran tem cerca de 345 funcionários entre servidores efetivos e cedidos.

Jornal da Cidade

Notícias relacionadas