menu

Política

16/12/2015


Lava Jato: Ação da PF contra Eduardo Cunha enfraquece apoio ao impeachment

A fase da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que chegou ontem ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), "enfraque a tese do impeachment" da presidente Dilma Rousseff, na opinião do jornalista Kennedy Alencar.

"Como a Operação Catilinárias se concentrou em políticos do PMDB, partido do vice-presidente da República, Michel Temer, causa mais prejuízo do que lucro aos que defendem o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Provoca mais dano porque enfraquece ainda mais o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e lança dúvidas com relação à extensão das investigações sobre o PMDB", avalia ele.

Segundo Kennedy, "ao colocar o foco no PMDB neste momento, a ideia do impeachment perde força." "A ideia de que derrubar Dilma e instalar o PMDB no poder poderia proteger figurões peemedebistas se choca com a realidade", aponta, destacando que "o mais provável é que o PMDB sofra tanto com a Lava Jato quanto tem sofrido o PT."

Notícias relacionadas