menu

Brasil

07/03/2014


Lideranças nacionais presentes no velório de Sérgio Guerra

LUTO

Lideranças políticas de todo o país comparecem ao velório do deputado Sérgio Guerra, morto na última quinta-feira (6), vítima de um câncer de pulmão. O corpo do tucano, que estava em São Paulo, chegou ao Recife nesta manhã e está na Assembleia Legislativa de Pernambuco, desde as 9h30. A cerimônia no entando, foi aberta ao público apenas às 11h. Vários políticos prestam a última homenagem ao ex-senador.

Representando a presidente Dilma Rousseff, o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, foi ao velório acompanhado do vice-prefeito Luciano Siqueira. Evitando falar sobre política, Aldo disse que o Brasil perdeu um grande articulador político e uma grande figura. O ministro também ressaltou que a presidente Dilma mandou condolências e que ficou consternada com a perda política.

O vice-governador pernambucano, João Lyra, chegou cedo ao velório. Em seguida, Eduardo Campos, chegou a Alepe. Raul Henry, deputado federal, Daniel Coelho, deputado estadual, e Elias Gomes, prefeito de Jaboatão, também prestam as últimas homenagens ao tucano. Terezinha Nunes, deputada estadual pelo partido de Sérgio Guerra, o PSDB, também está na Assembleia. O senador de Minas Gerais, Aécio Neves, chegou, por volta das 12h, para acompanhar o velório.

No local, são aguardadas políticos de todo o pais. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, veio a cidade do Recife para participar da cerimônia. "Foi uma grande perda. Sérgio Guerra era um político agregador do diálogo, apaixonado pelo Brasil. Fica o seu grande exemplo", disse Alckmin. O governador paulista chegou a Alepe acompanhado do também tucano José Serra. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi a Alepe se despedir de Sérgio Guerra.

Alckmin e os governadores de Roraima, Alagoas e o governador em exercício de Minas Gerais perdiram apoio do gabinete militar para chegar a Pernambuco.

Notícias relacionadas