menu

Brasil

28/04/2014


Lídice da Matta quer atrair os “desencantados”

Bahia

A pré-candidata ao governo, senadora Lídice da Mata (PSB) elevou o tom de seu discurso de pré-campanha ao participar nesse final de semana de um encontro com lideranças e militantes do PSB de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Lídice destacou a possibilidade de agregar apoios de eleitores que não mais acreditam no projeto do PT.
Ela mirou também nos democratas ao dizer que parte da população “não quer a volta do passado”.
Na expectativa de receber esta semana na Bahia, o pré-candidato a presidência da República e presidente do seu partido, Eduardo Campos, a senadora incorporou um discurso mais crítico. “De um lado vamos ter Paulo Souto com sua tropa do ‘estamos de volta, outra vez’.
Do outro vem Rui Costa com sua máquina que vai tentar passar por cima de nós e, no meio, vai ter o PSB, com seu projeto de via alternativa, que vai ser seguido por todos aqueles que estão desencantados com o PT e os que não querem de volta a velha política”, afirmou.
A líder socialista também reagiu a supostos questionamentos de que fez parte do governo petista até pouco tempo e lembrou que eleitoralmente cedeu muitas vezes ao PT, anulando o seu próprio projeto. “Eu não sou ingrata com quem me apoiou, mas o povo sabe que eu também apoiei o PT várias vezes. Mas o projeto do PT não é coletivo.
O projeto é de um grupo do partido em cada município”, disse. Ainda conforme Lídice, o seu nome nunca chegou a ser seriamente analisado pelo PT e que o fato de Campos ter saído candidato à Presidência serviu como argumento para que seu nome fosse descartado.
Lídice destacou as propostas para a RMS, em seu plano de governo. Segundo ela, será dada “grande importância” aos pleitos da região que é a mais industrializada do estado, em função da instalação do Polo Petroquímico de Camaçari. 

Notícias relacionadas