menu

Brasil

19/08/2016


Lochte se desculpa por confusão: “Situação que poderia ter sido evitada”

Rio 2016

>Jáde volta aos Estados Unidos, o nadador Ryan Lochte divulgou nesta sexta-feira em seu Twitter oficial um texto com pedido de desculpa pelo caso envolvendo o falso assalto que disse ter sofrido no último domingo, no Rio de Janeiro, ainda durante a disputa dos Jogos Olímpicos ao lado de outros três atletas da equipe de natação do país.

"Quero pedir desculpa pelo meu comportamento na semana passada, por não ter sido mais claro na forma como eu descrevi os eventos daquela manhã e pelo meu papel em tirar o foco de vários atletas realizando seus sonhos em participarem da Olimpíada", disse o atleta, que sustentou a hipótese de ter uma arma apontada em sua direção.

"É traumático estar na rua tarde da noite com seus amigos num país estrangeiro – com a barreira da língua – e ter um estranho apontando uma arma para você e exigindo dinheiro para deixar você ir embora", comentou Lochte.

O caso

Os nadadores Gunnar Bentz, Jack Conger, Ryan Lochte e James Feigen foram para uma festa no último domingo na Zona Sul do Rio de Janeiro. Ao saírem do local, teriam entrado em um táxi e parado num posto de gasolina. De acordo com apuração feita pela polícia civil do Rio, os atletas americanos estavam sob efeito de bebida alcoólica e causaram atos de vandalismo, forçando os funcionários do estabelecimento a chamar a polícia.

Porém, para as autoridades, os americanos contaram a história de que foram abordados e assaltados numa falsa blitz policial que teria sido forjada por assaltantes. A história foi desconstruída pela polícia do Rio nesta quinta, depois que dois dos nadadores – Bentz e Conger – confessaram a mentira que teria sido inventada para acobertar o relacionamento conjugal de um deles. O nadador – não foi identificado qual – teria "ficado" com uma jovem em uma festa na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul.

Confira o comunicado na íntegra:

"Quero pedir desculpa pelo meu comportamento na semana passada, por não ter sido mais claro na forma como eu descrevi os eventos daquela manhã e pelo meu papel em tirar o foco de vários atletas realizando seus sonhos em participarem da Olimpíada. Eu esperei para dividir esses pensamentos até que houvesse uma confirmação de que a situação legal tinha sido resolvida e que estivesse claro que meus colegas de equipe chegariam em casa de forma segura. É traumático estar na rua tarde da noite com seus amigos num país estrangeiro – com a barreira da língua – e ter um estranho apontando uma arma para você e exigindo dinheiro para deixar você ir embora, mas independetemente do comportamento de qualquer um naquela noite, eu deveria ter sido muito mais responsável com meu comportamento  e por isso eu peço desculpa para meus colegas de equipe, meus fãs, meus colegas competidores, meus patrocinadores e os anfitriões deste grande evento. Estou muito orgulhoso de representar meu país na Olimpíada e essa foi uma situação que poderia ter sido evitada. Eu assumo responsabilidade por meu papel nesse acontecimento e aprendi algumas lições valiosas. 

Sou grato aos meus colegas da equipe de natação dos Estados Unidos e ao Comitê Olímpico dos Estados unidos, e reconheço todos os esforços do Comitê Olímpico Internacional, o Comitê Anfitrião do Rio 16 e às pessoas do Brasil que nos receberam no Rio e trabalharam tão duro para ter certeza que essa Olimpíada oferecesse uma vida de grandes novas memórias. Muito já foi dito e muitos recursos valiosos já foram dedicados ao que aconteceu na semana passada, então eu espero que usemos nosso tempo celebrando as grandes histórias e performances destes jogos e espero celebrar sucessos futuros".

Confira abaixo o tweet com o pedido de desculpa de Lochte:

Notícias relacionadas