menu

Paraíba

05/02/2016


Luiz Couto critica mídia por tentar fazer linchamento público de Lula

O deputado federal Luiz Couto (PT) usou seu espaço na Câmara para defesa da imagem do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. O paraibano apontou a existência de uma imprensa partidária interessada em deturpar e corromper acontecimentos para fazer o "sangramento público" de Lula, sem respeitar o princípio da presunção da inocência.

"A mídia desonesta inverteu a garantia constitucional da presunção de inocência, preservando, claro, os políticos e empresários que lhe são alinhados. O princípio da presunção de inocência tem raízes remotas e se consolidou como um dos postulados das revoluções liberais, que derrotaram o opressivo Estado absolutista do século XVIII. Mas, em sua sedenta ânsia, a mídia dita liberal torna, agora, quase todos culpados, até que se prove o contrário.

Presunção de inocência mesmo só para quem foi derrotado eleitoralmente ou é contra o Governo Federal e o PT. Um policial ou um promotor que, sob encomenda, só encontram o que querem encontrar, levantam uma suspeita, tramam o vazamento via um desses jornalões ou semanários carimbados da velha imprensa marrom, e está pronto o escândalo de grandes proporções.

Toda uma rede oligárquica de empresas de comunicação, de forma orquestrada, ajusta-se ao mesmo editorial e passa a apedrejar e mutilar reputações de figuras públicas que não lhes rezam a cartilha nem lhes rendem homenagem", descreveu Couto em seu discurso.

Contundente, ele disse que promotores que foram indolentes por décadas nos seguidos Governos tucanos de São Paulo, tentam agora a qualquer custo ver uma associação entre a Operação Lava-Jato e o ex-presidente Lula, da mesma forma que tentam envolvê-lo na Operação Zelotes.

Luiz Couto explicou que Lula ou qualquer outro cidadão é inocente até que se prove o contrário, mas destacou que o ex-metalúrgico também não está acima da lei nem de qualquer suspeita. "O fato é que as suspeições e acusações que há 4 décadas fazem contra Lula seguem o mesmo script: desgastá-lo, sangrá-lo, sepultá-lo politicamente".

Apesar das investidas do que chamou de "pistolagem midiática", Luiz Couto avaliou que Lula já é imortal na história, pela sua trajetória pessoal e epopeia política: "Os assassinos de reputações não prevalecerão! A utopia não morre, e Lula é o principal porta-voz da utopia. Lula sobreviverá ao cerco e à tocaia mais uma vez".

Finalmente, o deputado pediu que os petistas ajam com coragem ao defender o PT, o governo de Dilma e a imagem de Lula. "Não está em jogo apenas um governo, um partido político e o maior líder político do País.

Estão em jogo um legado de lutas políticas, democráticas e populares e as recentes conquistas do povo brasileiro. A luta por um país mais justo passa pelo enfrentamento à imprensa desonesta, seus artífices e aliados. Continuamos presentes nesta luta. Somos Lula! Todas e todos somos muitos milhões de Lulas da Silva".

WSCOM Online
 

Notícias relacionadas