menu

Brasil

28/04/2014


Lula diz não querer cargo e avisa que Dilma vai ganhar

Em entrevista à emissora portuguesa RTP, veiculada neste domingo, o ex-presidente Lula reafirmou que não vai concorrer a cargo eletivo em 2014. “Já cumpri com a minha tarefa no Brasil. Eu sonhava em ser presidente porque queria provar que eu tinha mais competência para governar que a elite brasileira, e provei. A Dilma é uma mulher de extrema competência. Ela vai ganhar as eleições”, disse.

Questionado sobre seu futuro, o ex-presidente respondeu que continuará fazendo política mesmo sem cargo. “Eu vou para rua fazer campanha para a Dilma. Eu não quero cargo político. Quero ser importante pela minha capacidade de trabalho. Não preciso de cargo”.

Além de trabalhar como cabo eleitoral da atual presidente, Lula disse que também quer atuar no exterior. “Tenho compromisso com a minha consciência de levar para a África e a América Latina as experiências bem sucedidas do meu governo.”

Em relação à política econômica de sua sucessora, Lula rebateu as críticas: “Qual país conseguiu manter a inflação na meta durante dez anos consecutivos, aumentando a renda dos trabalhadores e com pleno emprego?”, indagou.

Protestos. Na entrevista, Lula também foi questionado sobre a insatisfação popular com a Copa do Mundo, demonstrada nas manifestações. “Deixa o povo protestar. É um povo indo pra rua protestar e outro indo pro estádio ver o jogo”, respondeu. “Acho extraordinário que o povo queira mais. Escola padrão Fifa, saúde padrão Fifa, transporte padrão Fifa. Quanto mais reivindicam, mais eu tenho o que fazer.”

Na primeira avaliação direta do petista sobre a sentença que levou à prisão ex-dirigentes do PT, Lula disse que “não se trata de gente da minha confiança”, ao falar sobre os condenados. O ex-presidente negou a existência do mensalão. “O que eu acho é que não houve mensalão. Foi um massacre para destruir o PT e não conseguiram”.

Labirintite

Liberado. Depois de passar a noite de sábado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, Lula foi “liberado para a realização de suas atividades normais”, segundo boletim médico divulgado neste domingo.

Em casa. Resultados dos exames estavam “dentro da normalidade”. Lula foi internado no sábado em decorrência de uma crise de labirintite, confirmou o hospital. A página do ex-presidente no Facebook informou que Lula passou o domingo descansando em sua residência, em São Bernardo do Campos (SP).

 

(do iG)

Notícias relacionadas