menu

Brasil

29/03/2016


Lula diz se sentir “ofendido” em entrevista ao NYT e chama Moro de “deprimente”

O ex-presidente Lula disse ter se sentido "ofendido" e ter achado "deprimente" a decisão do juiz Sérgio Moro de divulgar conversas particulares suas, que não tinham relação com as investigações do âmbito da Operação Lava Jato. As declarações foram dadas a um jornalista do The New York Times em coletiva a 24 veículos internacionais nesta segunda-feira 28 em São Paulo.

"Primeiro eu me sinto, como brasileiro, ofendido. Acho que o juiz deveria ter muita responsabilidade e não confundir conversas de ordem pessoal com conversas públicas. E muito mais grave ainda é a imprensa utilizar como se fizesse parte de um circo", disse Lula. "Eu duvido quem, nesse país, não conversa por telefone com parente, amigos, qualquer bobagem, qualquer coisa", acrescentou.

"Eu achei deprimente, achei pobre e achei de má-fé. Não foi correto fazer a divulgação de coisas privadas. Se tivesse algo relacionado com algo que ele estivesse investigando… eu lamento, acho que isso empobrece o Brasil", criticou ainda o ex-presidente. "Eu acho que tinha um objetivo: o objetivo era tentar destruir a imagem do Lula", opinou.

Ainda fazendo comentários sobre Moro, Lula disse que tudo indica que ele seja "uma figura inteligente, uma figura competente, mas como ser humano, eu temo que a mosca azul faça seus efeitos. As pessoas começam a se autovalorizar, achar bom que a imprensa dá destaque, porque a primeira coisa que a imprensa faz é dar um prêmio". "Eu acho que se ele fizer um julgamento correto, ouvir as pessoas corretas, dar o direito de as pessoas se defenderem, ele vai estar fazendo um trabalho extraordinário para a democracia brasileira", afirmou.

"Porque um juiz tem que ser respeitado por todo mundo, não pode ser de um lado ou de outro. Eu temo que o excesso possa levá-lo a cometer erros. Espero que ele seja justo com as pessoas que ele está analisando e julgando, só espero isso, nada mais nada menos. Só quero ter o mesmo tratamento que todo cidadão brasileiro tenha neste país", finalizou o ex-presidente. Confira abaixo no vídeo, publicado em sua página no Facebook:

 

 

O repórter do New York Times perguntou para Lula o que ele achava da divulgação de suas conversas telefônicas e do juiz Sergio Moro. A resposta do ex-presidente vai surpreender muita gente.

Publicado por Lula em Terça, 29 de março de 2016

Notícias relacionadas